Jacuipense vence em casa e entra na briga pela classificação

Com quase mil pagantes no estádio e estreando três garotos da base (Tiago, Otávio e Araújo), o Leão do Sisal foi absoluto durante toda a partida, sem dar espaço para o Sergipe encontrar o seu futebol. Com Uelliton dando as coordenadas no meio-campo, a equipe contava ainda com um trio de ataque leve e veloz para infernizar os adversários: Thiaguinho, Otávio e Araújo.

Aos três minutos o time já havia mostrado que queria a vitória a qualquer custo. Numa cobrança de falta, o zagueiro Mateus cabeceou firme, mas a bola passou raspando a trave do goleiro Jean. Com mais volume e criando mais, a equipe de Riachão não dava espaço para o Sergipe e ainda criou mais duas oportunidades na primeira etapa, com Thiaguinho e Araújo.

Após uma parada técnica por causa do calor, o Sergipe tentou reagir, mas o goleiro Marcelo, que havia entrado na fogueira por causa da contusão de Jordam, não deu espaço para o jogo aéreo dos sergipanos e acabou se destacando pela sua firmeza quando foi exigido.

Uelliton brilha

A segunda etapa não foi diferente da primeira. O Jacuipense sabia que precisava vencer para se manter vivo na competição, por isso foi pra cima. O Sergipe ainda colocou Nathan e Marquinhos para tentar mudar a cara do jogo, mas não conseguiu. O Jacuipense também botou Edson e Birungueta nos lugares de Otavio e Araújo.

Aos 14 minutos, )veio o prêmio para a equipe melhor em campo: o lateral Vicente fez jogada pela esquerda e sofreu falta. Eudair fez a cobrança na área para Uelliton escorar de cabeça para as redes e decretar 1 a 0.

Com a abertura do placar, o Jacuipense não recuou e tampouco o Sergipe conseguiu reagir para empatar. Uellitoncontinuava ditando o jogo no meio campo e o contra-ataque passou a ser mortal com Thiaguinho, que também estava em tarde inspirada. Num desses lances o camisa 7 foi parado com falta. Novamente Eudair apareceu para a cobrança, e novamente encontrou a cabeça de Uelliton, eleito o melhor em campo: 2 a 0 e fatura liquida.

(Fotos: Site Interior da Bahia /Divulgação/Elbert Souza